Dia 5/22/2009 02:24:00 PM,  por autor

Gastados os dedos, no segundo dia tudo foi diferente.

Resolvemos que assim não podia ser! Subimos em palanques por bairros a fio e, de modo que os ouvintes chorassem de tesão e horror, brandimos:

É ou não é ou não é ou não é? É claro que é!

Ao que fomos aplaudidos e vaiados sobejamente. Assim percebidos, resolvemos causar:

Que KU! O que dá do contato da linguagem com a antilinguagem?

Não responderam! Assubiaram, antes, a dança do créu. Tentamos por outras vias:

Que KU! Compraremos pornografias baratas, colaremos sobre elas palavras de enciclopédia e chacoalharemos tudo até descolar!

Não responderam! Dançaram, com leiautis, cada um no seu quadrado. Rebrandimos:

Que KU! Vamos todos a desforra: falemos as todas línguas do mundo!

Nisso, se viram, por alguma estranheza, identificados. E agonizaram conosco os mais diferentes e arbitrários vocabulários que um dia se viu.

Gozo geral nos banhou por seis edições. E descansamos na sétima.



<< página de postes
  arquivo

*01/05/08
*01/05/09
*01/06/09
*01/07/09
*01/08/09
*01/09/09
*01/10/09
*01/11/09
*01/01/10
*01/04/10
*01/05/10
design asterístico – definição do zine página principal perfil de cada um (principais atributos) eeraltices de tia apa como conseguir as edições anteriores do KU? como interagir com o zine – mandar posts – mandar textos e ilustrações em construção – nossas mídias não impressas contato peraltices da tia apa